22 de set de 2010

Conjungando o verbo AMAR

Algumas pessoas pediram que eu não falasse apenas de sexo, falasse também sobre AMOR e ando em uma fase que vai me fazer bem falar sobre amor!

Duas pessoas estranhas se conhecem, trocam olhares e de repente tudo entre eles muda...

O celular toca a gente pensa: “é ele”; alguém bate à porta corremos como se fosse uma mega liquidação de scrapins da Carmen Sttefens jurando que vamos abri-la e lá estará ele nos convidando para sair ou apenas para dar um “oi”.

O fato é que no começo o romance está sempre no ar: mensagens de bom dia; ligações no meio do dia “só para lembrar que te amo”, enfim, ambos fazem o possível para conquistar o ser amado e a maioria das vezes dá certo, mas o problema é o depois.

Na administração, costumamos dizer que o difícil não é levar uma empresa ao topo, mas sim mantê-la lá e assim é com o amor!

Depois que conquistamos esquecemos de regar o relacionamento dia após dia e quando vamos nos dar conta, duas pessoas que se amavam loucamente e que tinham tudo para dar certo, transformaram-se em dois estranhos.

Minha dica é:

Lembrem-se que vocês são NAMORADOS um do outro e não PROPRIETÁRIOS (as pessoas tendem a achar que por estarem namorando adquiriram o contrato de posse do outro);

Você o ama? Faça com que ele sinta isso! Não adianta você ter a certeza que o ama e não conseguir transmitir isso a ele;

Deixe com que ele te ame! Nós mulheres, quando estamos amando, temos a tendência de estar sempre presente demais, não damos tempo sequer de o nosso amado sentir nossa falta, com isso, eles acabam caindo na zona de conforto;

Não exija que ele te ame da forma como você idealizou desde criancinha ou como você olha em filmes e novelas, pois seu relacionamento é da vida real, com problemas reais e como diria Shakespeare: “Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ame com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso”.

Não insista em um relacionamento “fracassado” por comodidade ou conveniência, acabe antes de vocês perderem o melhor de todo relacionamento: a amizade!

Bem meninas, é isso...

Beijos,

Alice

12 Comentários:

Tati disse...

Ai miga, lindo texto .. sinceroo e perfeito ..

Lindooo =)

Amo vc viu ?!

Juh** disse...

Aiaiaia (suspiro profundo) e não é que é assim mesmo! Adorei o post, os exemplos e tudo!
Vc é uma fofa e seja escrevendo de sexo, amor ou seja la o que for sempre arrasa.
Amo demais!!
beijocas estaladas

Luiza do Valle disse...

PERFEITO!
Vc disse tudo!
bjos
Luiza

May =) disse...

Amiga que lindas palavras.. ameii.. rs

bjokas =)

Fatinha disse...

Ai Alice adorei o texto!!!
Parabens!!!
E eu concordo com voce, eu demorei muito pra aprender isso sabe?
Mas agora acho que consegui!!!

bjao

Alice disse...

Meninas, fico feliz que tenham gostado!!! =P

Anônimo disse...

falou tudo

Vanessa Santos disse...

Querida que lindo, amei, super verdadeiras as palavras!!!
Beijos

Gardenia disse...

Oi Alice, adoro sua coluna, e esse negócio de amor não está com nada, não existe amor sem sexo..kkkkkkkkk
Desculpe, mas não podia perder a piada...
Me conta uma coisa, o que aconteceu que a Carol, que estava junto com a Nat não apareceu mais post dela, ah, e daquela menina da coluna casamento também não, a Poliana. Acabei de ver que elas não estão nas fotos, então elas sairam?
Poxa, voces deveriam avisar as leitoras essas coisas...

Riva e Martha disse...

palavras verdadeiras difíceis de serem seguidas.

Lingeries Finas disse...

A mais atrasada no comentário.
Mais q texto!
EEEEEEE quem pensava q vc era umapervertida qsó sabia falar de sexo, se danou pois vc fala de amor mt bem
e escreve super bem sobre tudo.

Parabéns!

Anita

Cy Costa disse...

Ai.. acho que esse texto vale muito pra mim.. eu às vezes não sei mostrar o quanto gosto e quando mostro às vezes me faço presente demais.. Difícil essa medida né??
Amei!!!
Beijo,
Cy

Loading...
 

©2009 Colcha de Retalhos | by TNB |Costumizado por Rô Kusdra | Identidade VisualTati no Jardim