5 de jan de 2011

Quais remédios para as crianças você precisa levar na mala de viagem?

Bom, como algumas sabem estamos de férias, e nesse meio tempo Felipe adiquiririu sua primeira infecção de garganta.
Estamos numa cidade que tem NADA, o PS mais próximo fica a quase 100km de distância, a nossa sorte que é que como meu sogro é médico temos sempre muitos remédios a nossa disposição.
O antibiótico que Felipe precisava não tinha, não encontramos em nenhuma das duas farmácias da cidade, então usamos outro.
Eu confesso que vim desprevenida, trouxe na bolsa um ibuprofeno e só. Dessa vez aprendi com a lição, segue a vocês algumas dicas de o que levar na bolsa quando viajar.
Fora do Brasil é difícil comprar remédios sem receita médica, mesmo os mais simples, contra gripes e dores de cabeça. Os nomes geralmente mudam, o que deixa tudo ainda mais confuso.
getty images
Você passa meses planejando aquela semana de férias e consegue reunir todo mundo, mas, justamente quando a família chega a uma praia deslumbrante ou a um hotel maravilhoso, um dos filhos fica doente. Nessas horas, o que a gente mais quer é que a criança se recupere logo e que a viagem possa continuar com tranquilidade. Por isso, preparamos algumas dicas para que você consiga agir rápido em casos de emergência dentro e fora do país. O mais importante é planejar tudo com antecedência, levando em conta que os destinos paradisíacos que visitamos em família muitas vezes pecam na infraestrutura de saúde. Anote as sugestões e tenha uma boa viagem!
Dica CRESCER: Se o seu filho mama no peito e a viagem será de avião, você deve amamentá--lo durante a decolagem e a aterrissagem. Faça o mesmo na descida e na subida da serra. Isso evita problemas de pressão no ouvido.
Cuidados de acordo com o destino

Shutterstock


DENTRO DO PAÍS: informe-se a respeito da infraestrutura de saúde do destino turístico e pense em alternativas caso a região não conte com bons hospitais. Se você estiver perto de casa e a situação for mais séria, cogite voltar. Vale ligar para o pediatra para pedir orientações nessas horas. Confira a cobertura do plano de saúde, que varia de acordo com cada caso.


Shutterstock


FORA DO PAÍS:
 ao cruzar as fronteiras, a melhor alternativa é recorrer a um seguro-saúde, geralmente oferecido pelas agências de turismo. O serviço pode livrar você de problemas como a dificuldade de encontrar um bom hospital ou de ter a receita médica adequada. É a melhor saída, já que você pode não conseguir falar com o seu pediatra.

1 Comentários:

Cy Costa disse...

Bem, não sou mãe (ainda..),mas mesmo assim sempre levo um kit basiquinho:
Dipirona
Dramin
Tandrilax
Omeprazol

Adorei as idéias...

Beijokas,

Cy

Loading...
 

©2009 Colcha de Retalhos | by TNB |Costumizado por Rô Kusdra | Identidade VisualTati no Jardim