24 de nov de 2010

20 dicas de Anne Geddes para você tirar lindas foto

Oi meninas!
Uma amiga minha e leitora me mandou essa reportagem e eu achei super legal, resolvi compratilhar com vocês.
Pra quem não conhece a Anne Geddes dá uma busca no google, ou uma olhada no site dela - http://www.annegeddes.com ela faz fotos maravilhosas!


Segue a reportagem:


Pedimos à fotógrafa Anne Geddes, mundialmente famosa por suas fotos de bebê, que desse dicas sobre como tirar fotografias de crianças pequenas. Os toques e truques dela vão ajudar você a guardar lembranças para o resto da vida.

Seja original

Não tente reproduzir imagens como as minhas. Elas foram feitas depois de horas de preparação, no ambiente cuidadosamente controlado do meu estúdio, onde conto com a ajuda de uma equipe inteira de profissionais.

Esteja sempre a postos

Tenha a câmera sempre à mão. Quanto mais acostumado seu bebê estiver à máquina, mais naturais as fotos serão, porque o bebê não vai estar curioso com o equipamento. E, com a máquina fotográfica a postos, você estará sempre pronto para aqueles momentos espontâneos que são tão especiais.

Leve em conta o fundo

Mantenha o fundo simples, para que seu bebê seja o personagem principal da foto.

Mude sua perspectiva

Para um ponto de vista mais pessoal, abaixe-se até ficar com os olhos no mesmo nível dos olhos do seu bebê.

Pense na preparação

Tenha certeza de que seu bebê está numa posição segura, alimentado, alegre e confortável, para que você possa garantir imagens bem legais.

Escolha o melhor momento

Prefira o horário do dia em que seu bebê está mais alegrinho. Cada bebê é diferente.

Que se faça a luz

Adoro usar luz natural. A imagem sempre fica melhor quando se usa uma luz suave que venha de uma janela, do que quando se usa o flash da câmera.

De manhãzinha ou à tardinha

Se você vai fotografar ao ar livre, procure tirar proveito da luminosidade do começo da manhã ou do fim da tarde. O sol do meio-dia não deixa ninguém sair bem na foto, e pode ser muito forte para a pele tão delicada do seu bebê.

Não exagere no gasto

Você não precisa de uma máquina cara para tirar uma ótima foto, porque a melhor imagem começa dentro do seu coração, inspirada pelo bebê.

Aposte no espontâneo

As fotos mais lindas do seu bebê muito provavelmente serão as menos ensaiadas, e as mais espontâneas.

Esqueça os acessórios

Não precisa inventar muito (nada de pôr o bebê no vaso, por favor!). O que interessa mesmo não é o cenário ou a montagem, e sim a lindeza que é o seu bebê.

Busque um sentido

Tire fotos em locais que signifiquem alguma coisa para você. Faça da fotografia uma coisa bem pessoal; o impacto será ainda mais profundo.

Eles crescem muito rápido!

Lembre-se de que bebezinhos ficam assim tão pequenos por pouquíssimo tempo. Pode ser que você não acredite nisso agora, mas você vai se esquecer de como seu bebê era pequeno logo no começo. Por isso, tente mostrar o tamanho do bebê em relação àquilo que o cerca. Por exemplo, as imagens da mão de um bebê na mão de alguém da família são muito tocantes, porque captam esse sentido de escala.

Use o contexto

Procure transmitir também uma noção de localização. Você pode até achar que sempre vai se lembrar da história por trás da imagem, mas nem sempre é assim, especialmente conforme mais coisas maravilhosas vão acontecendo enquanto seu bebê cresce. Se você usar um pano de fundo que crie um cenário, vai ser mais fácil se lembrar da história quando a imagem for vista anos depois.

Entre na foto

Sim, tente se incluir no máximo de fotos possível. Seus filhos vão querer saber como você era "naquela época", quando eles eram só recém-nascidos e à medida que foram crescendo. Eles vão agradecer se você fizer isso!

Salve, grave, guarde

Gosto de trabalhar tanto com imagens digitais quanto com filme. Com as imagens digitais, procure baixá-las regularmente de sua câmera, salvando-as em arquivos separados por meses enquanto seu bebê é pequeno (as mudanças acontecem bem rápido nos primeiros anos).

Organize-se

Quando salvar suas imagens, tente dar um nome a ela que ajude você a encontrá-la depois, para colocar num porta-retrato ou fazer um fotolivro ou convite. Em vez de "Ana - férias", tente "Ana - 6m boné", ou algo que seja fácil de lembrar, para que você a localize com mais rapidez dali a alguns meses ou anos.

Faça cópias de reserva

Sempre, sempre faça cópias de segurança (back up) de suas imagens digitais. Elas são tão valiosas e insubstituíveis quanto os negativos.

Tente um vídeo

Experimente usar o recurso de sua câmera fotográfica que grava vídeos curtos. São "pequenos" momentos de espontaneidade que vão ser lembranças mais que preciosas.

Use a tecnologia

Você já experimentou os novos porta-retratos digitais, aplicativos disponíveis para as telas tipo iPad, ou os recursos do Flickr? São todas ótimas maneiras de compartilhar imagens tão importantes com sua família, de abrir álbuns com o toque do dedo, procurar a foto favorita em meio a várias miniaturas, reproduzir e mostrar apresentações de slides, organizar grupos de fotos, marcar tags dependendo da localização da foto, escolher as imagens favoritas, fazer comentários sobre elas, e muito mais.


Fonte: Baby center
Google

3 Comentários:

Cy Costa disse...

Amei esse post!!!
Acho as fotos da Anne Guedes sensacionais!!!
Beijooo,
Cy

Barbie Girl disse...

Post nota 10! Dicas incríveis e valiosas da Anne.

Beijos

Taty e familia abençoada!!! disse...

boas dicas, pra mim que sou um fiasco na fotografia vai valer muito!!!

Loading...
 

©2009 Colcha de Retalhos | by TNB |Costumizado por Rô Kusdra | Identidade VisualTati no Jardim